23 de fev de 2010

Nos fios tensos...



A doce espera que afina
Minhas intenções,
Apura minha ousadia,

Querer

Paz, Kama,
Harmonia,
Cantar para ti um dia

Solto pássaro,
Sem par...
E aguardar...

O Sol que me nasce
E organiza
A vida...

Nas malhas do tempo
Desfaz-se o imenso
Desejo de te tocar

- como se fora música,
Por dentro, vibrando
intenso o tom que

Colore o som
Que unifica a multidão...
Enredados que estão,

Entremeios vão se sucedendo
Visando a conclusão,
Que é um pouso,

Um descanso
Para a alma
A visão...


Nenhum comentário:

Postar um comentário